quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

LOUVOR E ADORAÇÃO



Texto extraído: www.audionasigrejas.org
 
Este é um esboço de estudo sobre louvor e adoração, procurando cobrir os principais pontos nesses assuntos, incluindo as questões da música, dança e arte. Sugiro a leitura de todas as referências bíblicas citadas ou, ao menos, as sublinhadas.
A idéia deste estudo é proporcionar uma visão geral e bíblica sobre louvor & adoração, especialmente (mas não só) para o pessoal envolvido com áudio nas igrejas. Como o ministério de L&A é o que mais mantemos contato, é fundamental entender sua visão também. Ressalto que não quero, de maneira alguma, esgotar o tema, e que também, esta visão pode não refletir a de muitas denominações evangélicas; portanto, verifique qual o posicionamento da sua igreja e de seu pastor!

Perguntas Iniciais
  • Qual a primeira idéia que lhe vem a cabeça sobre louvor e adoração?
  • Existe alguma diferença entre louvor e adoração?
  • Quem pode louvar?
  • A quem se pode adorar?

Definições
Diferença entre louvor e adoração (dicionário):
  • Louvor -> elogio, exaltação, glorificação, aplauso, aprovação
  • Adoração -> amor extremo, excessivo; render culto a Deus
Louva-se fisicamente: Sl 145:21
Adora-se espiritualmente: Jo 4:23-24

Música
Arte -> expressão dos sentimentos, da alma do artista. Parte do cotidiano de toda a natureza e também do ser humano.
Abrangência -> única arte totalmente universal na sua interpretação; irrestrita; não possui barreiras; não necessita que se fixe a atenção na música.
Relações com o ser humano:
  • Na visão secular ->   emoção x  melodia  /  mente   x  harmonia  /  corpo   x  ritmo
  • Na visão cristã->  espírito  x  melodia  /  alma  x  harmonia  /  corpo  x  ritmo
Aspectos terapêuticos, musicoterapia -> utilizada no tratamento de diversas doenças na medicina (como tratamento alternativo ou auxiliar) e na psicologia. A música desenvolve raciocínio lógico e matemático, sociabilidade, criatividade, linguagem, sensibilidade, o emocional e a capacidade cerebral. Raciocínio espacial e coordenação motora também aparecem ligados ao aprendizado de instrumentos musicais.

Dança
Arte -> expressão dos sentimentos, da alma do artista.
Parte do cotidiano de toda a natureza e também do ser humano.
Abrangência -> pode ter interpretações diferentes conforme a cultura (especialmente quanto a nações ou grupos étnicos); pode haver barreiras para a dança e expressão corporal; necessita fixação da atenção.
Normalmente ligada/dependente da música embora não necessariamente (expressão corporal).
Aspectos terapêuticos -> semelhantes ao da música, especialmente quando combinados. Os aspectos motor, emotivo e social são preponderantes.
Como a Bíblia trata a dança?
  • Colocada como forma de divertimento social, expressão de alegria, ato de adoração e parte de jogos infantis. Demonstra que era algo normal e parte da vida diária de homens, mulheres e crianças. Exemplos: Miriam, Davi, Filho Pródigo, salmos, citações de Jesus, etc. Referências: Ex 15:20, 32:19; Ec 3:4; Jó 21:11; I Sm 18:6, 21:11, 29:5; II Sm 6:14,16; Jr 31:4,13; Jz 11:34, 21:19-21; I Rs 18:26; Sl 150:4; Mt 11:17, 14:6; Mc 6:21,22; Lc 7:32, 15:25.
Ainda existem algumas barreiras no meio cristão para certos ritmos e também para a dança, tidos como pertencentes ao diabo. Porém resta uma questão, como o ritmo ou a dança podem pertencer ao diabo se ele não tem nem a chave de onde mora? As chaves da morte e do inferno estão nas mãos de Jesus (Ap 1:18).
Claro que uma dança sensual não agrada a Deus, mas não há problema na dança em si.
Claro que o diabo sabe usar a música para influenciar pessoas, ele é um músico melhor do que qualquer ser humano na face da Terra, aprendeu no céu, ministrando louvor perante Deus como querubim, mas não possui uma música que seja sua, possui apenas pessoas que tocam músicas para (ou por) ele.

A Natureza Divina da Música
A música tem sua origem em Deus:
  • A música durante a criação - Jó 38:4-7.
  • Sobre Lúcifer, ministro da adoração a Deus no céu - Ez 28:13.
  • Primeiras referências bíblicas sobre instrumentos musicais (na humanidade) - Gn 4:21,22.
  • A Bíblia traz exemplos de cânticos do Pentateuco ao Apocalipse.

Quem e A Quem...
Quem pode louvar? (tudo e todos) - Sl 150:6; Sl 148.
A quem se pode louvar? (Deus, diabo, homens) - II Co 10:18 (Deus louva o homem).
A quem se pode adorar? (Deus, diabo, homens) - Mt 4:8-11 (tentação de Jesus).
A quem se deve adorar? (Deus) - Mt 4:9; Hb 1:6 (os anjos adoram Jesus); Lc 1:46-55 (cântico de Maria); Ap 19:10 (não se adora a anjos).

O Poder do Louvor e da Adoração
A música e a dança têm, por si e em si mesmas um grande poder, mas há um segredo especial no louvor e na adoração: Deus habita no meio dos louvores (Sl 22:3)!
O louvor e a adoração:
  • Quebra cadeias – At 16:25,26 (Paulo e Silas)
  • Tira angústia – Is 61:3
  • Liberta – I Sm 16:14-17,23
  • É profético – I Cr 25:1
  • Traz vitória na guerra – II Cr 20:20-22

Como Deve Ser o Louvor e a Adoração?
  • Em espírito e em verdade – Jo 4:23-25
  • De todo o coração – Sl 9:1-2
  • Por meio de Jesus, como sacrifício – Hb 13:15
  • Com cânticos espirituais – Ef 5:18-21; Cl 3:16
  • Com arte, novidade e com júbilo – Sl 33:1-3; Lc 24:52,53
  • Com entendimento – I Co 14:15
  • Em santidade, com oferendas – I Cr 16:29 (a oferta é uma forma de adoração)
  • Como forma de agradecimento – II Cr 20:28,29; Sl 147
  • Em todo tempo – Sl 145:1-4; I Cr 25 (24 horas de adoração profética no templo pelos levitas)
Prostrar-se, ajoelhar-se, como símbolo de submissão, respeito e rendição. Apenas o ato de prostrar-se já é adoração. Referências: Ex 4:31, 34:8; II Cr 7:3; Sl 95:6, Sl 66:4 (toda a Terra); Ne 8:6; Mt 28:9; I Co 14:25.

Conclusão
Agora que aprendemos um pouco mais sobre louvor e adoração, sugiro a leitura de I Cr 16:7-36, um dos mais belos cânticos de adoração da Bíblia, o “Salmo de Gratidão de Davi”.
Vivamos uma vida de adoração a Deus!
No amor de Cristo,
Filippino