segunda-feira, 27 de maio de 2013

FAÇA A SUA VIDA SER O MINISTÉRIO E NÃO O MINISTÉRIO SER A SUA VIDA.

1 Timóteo 4:14-16
14 - Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição
das mãos do presbitério.
15 - Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a
todos.
16 - Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto,
te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.



Não desprezes o dom que há em ti - Um texto que chama a atenção do ministro da casa de
Deus, mostrando a preocupação do Senhor em relação ao cumprimento do nosso chamado e a
maneira como estamos tratando o que recebemos do Senhor.
Em nossa reunião falamos a respeito de crescermos e desenvolver o nosso ministério tomando
atitudes necessárias para que sejamos prospero e capacitados, não só tecnicamente, mas
essencialmente no espírito, e para isto se faz necessário uma dedicação e um check-list do nosso
dia a dia em nossa caminhada espiritual.


Sabendo que nós somos ser espiritual que possuímos alma e habitamos em um corpo, temos que
ter a consciência que devemos ser guiado pelo nosso espírito recriado, sendo este fortalecido
pelo o Espírito Santo de Deus, e não pelos desejos da nossa carne, pois ela nós conduz ao
pecado e a fraqueza espiritual.


Para que haja dentro de nós este fortalecimento espiritual e amadurecimento da palavra de Deus,
que nós revela toda verdade, se faz necessário seguirmos a orientação de Paulo a Timóteo
escrito em 1 Timóteo 4:14-16.


1º - Vers. 14 nos adverte a não desprezar o nosso dom, que é habilidade, capacidade, um talento
especial e uma dádiva de Deus para exercer o ministério que Ele chamou. Quando cada um tem
a convicção que está no ministério certo, conforme a multiforme maneira de Deus de colocar a
cada um ajustadamente dentro do corpo de Cristo que é a sua igreja, não há fardo pesado, nem
desanimo, mas uma alegria, entusiasmos que se torna virtude do ministério. E sempre estaremos
em busca de oferecer algo cada vez melhor a Ele que pertence toda honra, gloria e sacrifícios de
louvor. E isto desperta a zelar por esse talento que foi entregue, e em nosso caso, aprimorar
tecnicamente em nosso instrumento, em nosso canto, em nossa dança e etc. Não descuidaremos
desta habilidade que é intrínseca e essencial em nosso ministério, assim como diz em Salmos
33:3 tocai bem ou com habilidade, então devemos sempre buscar o aprimoramento através de
estudos de conhecimento e de exercícios técnicos.


2º - Vers. 15 orienta a meditar e a ocupar-se se referindo ao vers. 13 que diz “Persiste em ler,
exortar e ensinar”, evidenciando que devemos esforçamos a pratica da leitura, pois o versículo
já começa dizendo “persiste” assim nos orientando que não será algo fácil e a carne lutará, o
cansaço do dia a dia tentará desanimar ou afastar desta pratica, mas o nosso dever de bons
ministros é manusear a palavra de Deus com habilidade, discernimento, sabedoria e clareza,
fazendo necessário meditarmos e nós ocuparmos nossa mente com leitura da palavra, Paulo
termina o vers. 14 dizendo “para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos”, assim o seu
crescimento e amadurecimento se tornarão evidentes a todos produzindo frutos ao Senhor Jesus.


3º - Vers. 15 orienta a cuidar, a observar, a analisar a nossa vida de como está sendo o nosso
procedimento, a maneira como vivemos se refletimos como espelho a luz do Senhor, se estamos
zeloso com o nosso dom, com a família, com o ministério sendo bons ministros da casa do
Senhor, agindo sempre conforme a palavra de Deus buscando o crescimento dia a dia separando
um tempo para leitura e meditação, para oração, para louvar ao Senhor um cântico novo, e em
nosso caso, se dedicamos ao nosso instrumento, estas analises tem que sempre ser feitas e não
podemos levar nossa vida estacionada, sem foco e objetivos, mas crescente, galgando a cada
degrau, em Oseías 6:3 diz “então conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor” assim
sendo uma caminha contínua em nossa vida, e Paulo termina dizendo “Persevera nestas coisas;
porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem”, e esta caminhada
gerará filhos espirituais ao Senhor, nova vida a nós e aquele que nos ouve, frutos produzido de
uma terra fértil que é a nossa própria vida cheia da palavra e guiada pelo Espírito de Deus.


Finalizo dizendo faça a sua vida ser o ministério e não o ministério ser a sua vida, porque não
devemos buscar o ministério primeiramente, mas buscar o Deus do ministério e tornamos com diz em 2 Coríntios 3:18 “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do
Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do
Senhor”. Nossa missão sempre será mostrar o valor que o Ministério de Adoração tem, e
despertar nos integrantes um momento de introspecção, que cada um possa olhar para si e
avaliar se realmente está no Ministério por chamado ou só por STATUS!


Deus te abençoe ministro.
Escrito por Ednilson B. Teixeira
Revisado por Pr. Ronaldo Rodrigues