quarta-feira, 15 de maio de 2013

MATURIDADE



"Portanto, livrem-se de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência. Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação, agora que provaram que o Senhor é bom." 1 Pedro 2:1 a 3.

                                  
Quando somos imaturos, novos na fé, é fácil nos deixarmos ser levados por sentimentos de inveja, competitividade, hipocrisia, maledicência e outros.
Deus ama seus filhos, mesmo os que ainda são como crianças, imaturos e inexperientes. Mas ele deseja que busquemos ser filhos maduros.

A maturidade e o crescimento espiritual acontecem gradativamente na medida em que buscamos ao Senhor e permitimos ser moldados pelo seu Espírito e por sua palavra. Hebreus 5 a partir do verso 8, diz que Jesus "sendo Filho, aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu; e, uma vez aperfeiçoado (amadurecido, crescido), tornou-se fonte de salvação eterna para todos os que lhe obedecem."

Se Jesus sendo o próprio Filho de Deus, como homem, passou por um processo de amadurecimento, quanto mais nós seres humanos falhos.
O escritor de Hebreus também diz no verso 14 que o "alimento sólido é para os adultos, que pelo EXERCÍCIO CONSTANTE, tornam-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal".

Já percebeu como temos que ficar sempre "de olho" em crianças pequenas, para que elas não coloquem coisas ruins na boca, para que não andem em locais perigosos, etc.? Isso, porque uma criança pequena ainda não tem capacidade de discernir o que é bom pra ela daquilo que pode lhe fazer algum mal. Mas com o tempo, com o auxílio dos pais e com o EXERCÍCIO de atitudes corretas, a criança vai aprendendo a cuidar bem de si mesma.

Espiritualmente também somos assim. Vamos, pouco a pouco, nos exercitando em praticar o que é justo. Na medida em que amadurecemos como cristãos, vamos detectando, deixando de lado atitudes infantis que poluem a alma, e vamos nos tornando instrumentos de edificação para outros também.

Deus quer filhos que se pareçam com Jesus. Que o Espírito Santo nos auxilie para que sejamos mais como ele, filhos maduros que edificam os outros.

Escrito por Nivéa Soares.
Fonte: www.niveasoares.org