terça-feira, 14 de maio de 2013

TÉCNICA E UNÇÃO

Por Luciana Pinheiro Torres 

O que devo enfatizar no meu ministério a técnica ou a unção? Muitas pessoas ficam em dúvidas em relação a este assunto, não sabendo em que área deve investir mais. A questão muitas vezes, chega a gerar desequilíbrio em alguns ministérios, como se a técnica não pudesse andar junto com a unção, ou vice versa.

Mas afinal, o que é técnica e o que é unção? 

Técnica: Jeito ou modo de se fazer determinada coisa. Previamente estudado e estabelecido como ideal.
"Entoai-lhe um novo cântico, tangei com arte e com júbilo." Sl 33:3 


Este texto nos mostra que Deus nos chamou a fazer sua obra com excelência de atuação e com intensidade de coração. Esta intensidade também deve ser refletida, na busca de melhorar cada dia mais para que o nome do Senhor possa ser glorificado. Devemos buscar ser os melhores naquilo que fazemos pra Deus, não melhores que os outros, mas melhores que nós mesmos. Se dancei, cantei ou pintei um quadro hoje, amanhã vou fazer melhor, com mais excelência natural e espiritual. Com a técnica, você ganha aqueles que ainda só sabem ver o exterior. A técnica se transforma em isca para ganharmos os perdidos.
Certa vez, fizemos um espetáculo chamado "o Verbo",chamamos para dançar conosco, uma bailarina evangélica muito conhecida no meio secular. Esta bailarina está sendo considerada uma das 3 melhores do País. Por causa dela, o teatro ficou lotado no dia da apresentação. Os bailarinos da cidade disputaram os ingressos para ver a atuação daquela moça. O que eles não sabiam é que não apresentaríamos somente a atuação de uma famosa bailarina, mas apresentaríamos alguém que poderia mudar a vida deles: Jesus Cristo. Com certeza, os bailarinos não crentes da cidade, nunca iriam ao teatro para ver uma apresentação evangélica de dança, mas iriam para ver alguém famoso.
Aquela bailarina estava sendo uma bela isca, ela sabia disto e ficou muito feliz por poder ser usada por Deus no seu dom. Tivemos muitos testemunhos de pessoas que foram tocadas por Deus naquele dia.
Deus nos deu habilidades, mas estas habilidades precisam ser desenvolvidas. Por exemplo, nascemos com a habilidade e o potencial para andar, mas precisamos nos esforçar, ter determinação e disposição até para levar alguns tombos, para que então, consigamos caminhar adequadamente. Por outro lado, ter técnica e não ter unção, não cumpre o propósito de Deus, pois não dá espaço para Ele agir.


Vamos estudar um pouco sobre a unção.
Unção: Separação, marca, selo de Deus, capacitação sobrenatural de Deus em nós. É a própria presença de Deus naquilo que fazemos para Ele. Deus nos dá habilidades e à medida que buscamos, Ele derrama uma habilidade espiritual sobre a natural, isto se chama unção: 


"Eis que chamei pelo nome a Bezalel... e o enchi do Espírito de Deus, de habilidade, de inteligência e de conhecimento, em todo artifício, para... e dei habilidade a todos os homens hábeis, para que me façam tudo o que tenho ordenado." Ex 31: 1,3,6 Já vi muitas pessoas cantarem e dançarem sem unção e isso realmente não produz vida, às vezes até emociona se tiver beleza e expressão, mas não produz nada de novo na nossa vida. Às vezes corremos o risco de produzir movimento humano, em lugar do mover de Deus. Isso pode acontecer quando ao ministrarmos e não percebermos a unção, acabamos então usando de artifícios naturais para produzir emoção nas pessoas. Isso quase sempre acontece de forma inconsciente. Ninguém que se diz servo de Deus, tem a intenção clara no seu coração, de fazer algo deste tipo! O que devemos fazer é questionar, se estamos mexendo com as emoções das pessoas, ou se estamos deixando Deus agir. Este tipo de erro geralmente acontece, quando estamos muito seguros naquilo que sabemos fazer e não dependemos mais de Deus, quando não oramos como antes, já não estando mais tão quebrantados e desejosos do mover de Deus.
A unção permite que Deus nos use. Que a nossa arte tenha como que o Seu "carimbo", com a Sua assinatura embaixo daquilo que fazemos pra Ele. Sem ela, nossa arte fica sem sentido, cheia de nós mesmos e desta forma, não temos nada de bom para oferecer. 


Conclusão:
Baseado nesta análise, percebemos que para um ministério ser excelente, técnica e unção devem andar juntas. Sem a técnica, você fica limitado e dá menos espaço pra Deus te usar, sem a unção a obra fica vazia e não pode fazer diferença na vida das pessoas. 


Devemos então:
- Procurar nos desenvolver naquilo em que temos habilidade. "Não te faças negligente para com o dom que há ti..." I Tm 4:14
- Pagar o preço pela unção, com vida de oração, santidade, glorificando a Deus, colocando-O em primeiro lugar na nossa arte.


Fonte: 
www.ea.art.br/2007