sexta-feira, 24 de maio de 2013

OS PRINCÍPIOS QUE DAVI USOU PARA EDIFICAR UM MINISTÉRIO MUSICAL - Parte 7



Por Daniel de Souza - Parte 07

Como músicos do reino de Deus somos chamados para o mais alto posto deste reino: SERVIR. Fomos chamados para servir a Deus e a sua casa.

Chamados para o canto do Senhor e para o ministério de sua casa. O canto do Senhor significa o ministério de sua casa. Não pode ser diferente. O músico é um servo da casa de Deus. Fazendo o quê? Ora, um servo não escolhe o que faz, só fica a disposição para servir no que lhe for ordenado.
No que diz respeito a servir a casa do Senhor creio ser mais importante o “como” do que o “onde”. Por isso vamos meditar em alguns tópicos do “como servir o Senhor e a sua casa”.

Devemos servir ao Senhor e a sua casa com alegria (Sl.100.2) A bíblia nos ordena a servir o Senhor com alegria. Por quê? Porque a alegria vem do Espírito Santo (Gl.5.22); a alegria é uma graça do reino de Deus (Rm.14.17). Tudo flui quando estamos alegres. É o que as pessoas querem dizer quando falam “é bom fazer o que gosta”. Servindo ao Senhor e a sua casa com alegria estaremos fazendo o que mais nos realiza.

Devemos servir ao Senhor e a sua casa como bons despenseiros (1Pe.4.10) O que temos de compartilhar com a igreja nós adquirimos na despensa de Deus. Não temos que inventar nada. O Senhor tem colocado a nossa disposição tudo o que é necessário para que a sua casa seja suprida. Sua graça é multiforme e o Senhor é doador por excelência. Basta ao músico ter consciência de que é um servo e que deve ser um bom despenseiro.

Devemos servir ao Senhor e a sua casa com os recursos que o Espírito Santo nos concede (1Co.12.7-11) Existe uma pessoa que deve reger nosso ministério. Esta pessoa é o Espírito Santo de Deus. Ao lermos os evangelhos conseguimos ver e, inevitavelmente, ficamos extremamente impressionados com a força e a eficácia do ministério de Jesus. Lendo Atos 10.38 entendemos qual era o “segredo” de nosso Mestre. Em 1Co.12.7-11
aprendemos sobre os maravilhosos recursos que o Santo Espírito de Deus manifesta naqueles que estão cheios dele e a sua disposição.

Devemos servir ao Senhor e a sua casa com as atitudes de Jesus (Mt.20.25-28; Jo.13.2-15) As atitudes de Jesus eram geradas por REVELAÇÃO e DISPOSIÇÃO. Jesus sabia que tinha vindo ao mundo para servir e não para ser servido. Esta compreensão é fundamental. Muitos músicos ainda não entenderam isto. Muitos músicos ainda não receberam revelação desta verdade e por isso esperam que a casa de Deus os sirva, quando deveria ser o contrário. No exercício de seu ministério Jesus se dirigiu aos pés de seus discípulos para lavá-los. MÚSICO, VOCÊ JÁ LAVOU OS PÉS DE ALGUM IRMÃO? Se não, você ainda não pode se considerar alguém que serve a Deus e a sua casa.

Devemos servir ao Senhor e a sua casa em total consagração a Deus (2Cr.29.11). A consagração a Deus nos prepara para o serviço. A consagração (dedicação total de nossas vidas a Deus) é um aspecto fundamental e extremamente importante para os músicos. A falta de consagração caracteriza negligência, relaxo. E a palavra de Deus AMALDIÇOA O QUE FAZ A OBRA DE DEUS RELAXADAMENTE (Jr.48.10a).

Mãos a obra, meus irmãos!