quinta-feira, 23 de maio de 2013

OS PRINCÍPIOS QUE DAVI USOU PARA EDIFICAR UM MINISTÉRIO MUSICAL - parte 6



Por Daniel de Souza - Parte 06

O Senhor deve influenciar nossas motivações. Todo planejamento deve apontar para a glória de Deus.

6. Um ministério centralizado no Senhor (3,6,7) Eles profetizavam em ações de graças e louvores ao Senhor; para o canto da casa do Senhor; para o ministério da casa de Deus; eram instruídos no canto do Senhor. O Senhor era o centro daquele ministério. Jamais podemos cair no erro de fazer de nosso ministério algo que esteja centralizado no homem e não em Deus. O maior desejo de um ministro deve ser agradar a Deus.
O Senhor deve influenciar nossas motivações. Todo planejamento deve apontar para a glória de Deus. Em várias passagens da bíblia conseguimos ver que o propósito de um ministério é centralizar a pessoa e a vontade de Deus (Rm.11.36). Já comentamos sobre o ministério do profeta Jeremias, a quem o Senhor deixou claro que sua vontade deveria ser realizada.

O que acontece quando Deus não é o centro? É possível isto acontecer?
Infelizmente isto já tem acontecido muito no cenário evangélico mundial. O que aconteceu com nações que outrora eram modelos de fé para o mundo? O que aconteceu com ministérios outrora tão usados por Deus? Com toda certeza, em algum momento tiraram o Senhor do centro. Isto é possível acontecer.

O próprio Jesus tratou fortemente com a igreja em Laodicéia. Jesus não estava nem dentro daquela igreja, quanto mais no centro dela. Ele estava fora, batendo a porta (Ap.3.20). Quando o homem e sua vontade passam a ocupar o centro de um ministério e até da igreja, tudo começa a ir por água a baixo. Quando o homem está no centro o doce passa a ser amargo e o amargo passa a ser doce; o bem passa a ser mal e o mal, bem; a escuridade passa a ser luz e a luz, escuridade.
O profeta Isaias foi enviado por Deus para corrigir isto em Israel (Is.5.20). Tudo deve ser feito para a glória do Senhor.

O ministério de música é uma importante ferramenta, para mostrar a direção certa, o alvo, o centro de tudo, que é o Senhor. Jesus é o centro.

Vamos olhar exclusivamente e firmemente para Ele (Mt.17.8; Hb.12.2).